Institucional

Imprensa

Acadêmicos de Agronomia da Univel aprendem sobre Logística reversa das embalagens vazias de defensivos agrícolas

 

A palestra abordou a segurança da saúde do produtor rural, legislação e preservação ambiental 

Na busca por novos conhecimentos os acadêmicos do curso de Agronomia do Centro Universitário de Cascavel - Univel participaram de uma palestra com o tema “Logística reversa das embalagens vazias de defensivos agrícolas”, ministrada pela engenheira agrônoma e gestora da ADDAV (Associação dos Distribuidores de Defensivos Agrícolas e Veterinários do Oeste do Paraná), Patricia Moretti. 

O tema abordado tratou sobre a importância do produtor rural realizar a tríplice lavagem das embalagens de defensivos agrícolas com todos os cuidados de segurança e uso adequado de EPIS (Equipamento de Proteção Individual), onde há uma legislação específica que obriga a devolução de toda embalagem de defensivo agrícola, que precisa ocorrer dentro do prazo de um ano após a compra, sendo o produtor rural o responsável pela entrega das embalagens limpas. “A importância da devolução dessas embalagens primeiramente é pela segurança da saúde do produtor rural, que não vai ficar guardando dentro da propriedade rural uma embalagem com resíduo químico. Também temos a questão ambiental, pois  antigamente essas embalagens eram queimadas, sem nenhum tipo de cuidado, havia contaminação do solo, da água e do ar por conta dessa queima e hoje é tudo realizado dentro do ambiente controlado e seguro”, explica a coordenadora do curso de Agronomia da Univel, Vanessa Taques Batista Josefi. 

A engenheira agrônoma Patricia Moretti explica que o Brasil é líder mundial em realizar essa atividade, o país consegue receber e dar a destinação correta para 94% das embalagens comercializadas no território brasileiro. “É importante que os acadêmicos tenham o conhecimento sobre como esse processo funciona. Além de contribuir para a formação, essas orientações proporcionam inclusive mais segurança para eles trabalharem. Futuramente serão os profissionais que vão atuar na área, sendo essencial que tenham conhecimento sobre a legislação. Existem várias áreas que pode-se trabalhar envolvendo diversos setores como por exemplo elos dessa cadeia, direto na indústria ou em uma revenda, cooperativas, área de fiscalização, contato com agricultor ou com empresas do setor”, esclarece Patricia. 

Para o acadêmico de Agronomia, Vinicius Vigo Arrosi, aprender sobre o tema é significativo. “Nós, como futuros engenheiros agrônomos devemos aprender sobre práticas sustentáveis. Saber sobre os cuidados que podemos ter com a poluição do planeta em relação aos agrotóxicos, tríplice lavagem, uso de epis, descartagem correta de embalagens e local de armazenamento é importante para nossa formação”, diz o acadêmico.

Por: Núcleo de Comunicação

03.09.2020

Engenheiro da Scania realiza palestra sobre mercado de trabalho para alunos da Univel
Exposição virtual: Arte Sustentável