Institucional

Alunos de Publicidade e Propaganda reproduzem a série Foodscapes

Alunos de Publicidade e Propaganda reproduzem a série Foodscapes

 

Os acadêmicos do curso de Publicidade e Propaganda produziram uma série de fotografias inspiradas no conceito Foodscapes. Baseada nas obras do fotógrafo britânico, Carl Warner, a atividade ensina os acadêmicos aspectos da fotografia como, composição fotográfica e iluminação de estúdio, bem como, estimula os alunos a desenvolver um planejamento financeiro e gestão de projetos, visto que tinham que considerar os custos de produção e execução do trabalho. “Fazer o trabalho foi cansativo e nos desdobramos bastante para encontrar as coisas que compuseram o cenário. Mas no final, foi bom ver a reação do professor e dos colegas com o resultado do trabalho”, explica o acadêmico Isaque Geruntho.

O nome do conceito é a junção de duas palavras do inglês, Food, que significa comida e Landscape, que significa paisagem, e que juntas criam este conceito, onde o cenário é todo montado com alimentos.  O que chama atenção nas fotografias é a semelhança com a natureza, criando a ilusão de ser o ambiente real. “Eu gosto do modo como os pequenos aspectos da natureza se parecem com os grandes”, disse o autor Carl Warner em entrevista à BBC.

Antes de dar início à montagem das paisagens, os acadêmicos estudaram as obras do autor que inspirou a série e outras referências. As paisagens foram feitas em desenho para servir como base para a criação e calcular o material que seria necessário para a construção. A montagem do cenário foi feita em chapas de isopor, dentro do estúdio fotográfico da Univel, criando, com as luzes do estúdio, a atmosfera idealizada pelos acadêmicos. “A dificuldade era todo mundo entrar em sintonia e fazer dar certo o que todo mundo queria. Foi muito gratificante porque levamos 5 horas para fazer e apesar dos problemas que encontramos no meio do caminho, deu tudo certo” explica a acadêmica Caroline Souza.

Para a aluna Letícia Adams, apesar das dificuldades encontradas no desenvolvimento do trabalho, esta experiência agregou muito conhecimento. “Foi bem legal, fotografamos de vários ângulos e usamos a iluminação para causar um efeito de entardecer. Eu sempre vejo o trabalho como um desafio, então, sempre vai ter dificuldade, mas no final tudo vale a pena, porque é a aprendizagem que vamos levar pra vida toda”.

Para o professor da disciplina, Murilo Ito, os acadêmicos surpreenderam com os trabalhos. “A dedicação de todos me surpreendeu muito e com certeza esse é um dos trabalhos mais complexos que já desenvolvi com os meus alunos de Publicidade e Propaganda, em termos de produção fotográfica”. Muito mais do que surpreender na produção, os alunos também surpreenderam na sustentabilidade. Para não desperdiçar comida, um dos grupos protegeu os alimentos da base, isolando os alimentos, usando doce de leite ao invés de cola, para fixar as jujubas nas montanhas.

Por: Núcleo de Comunicação

29.06.2017

Galeria de fotos

 

Projeto Guarda-Chuva de Memórias
O Oeste que Eu Vejo!