Institucional

Processos Gerenciais da Univel promove atividades de conclusão da disciplina de Projetos experimentais

Processos Gerenciais da Univel promove atividades de conclusão da disciplina de Projetos experimentais

 

Acadêmicos do curso de Processos Gerenciais do Centro Universitário de Cascavel - Univel, elaboraram trabalhos da matéria a partir de estudos de caso, em empresas de vários segmentos. Os temas propostos foram Aliança estratégica, Balanced Scorecard, Estratégia de internacionalização e Planejamento estratégico. O coordenador do curso, Osvaldo Mesquita Junior, explica, que existem várias formas de apresentação dos projetos experimentais e que a deste semestre, foi um estudo de caso em um documento escrito, com a sustentação oral deste trabalho, "Na apresentação escrita é possível avaliar como esta o nível de conhecimento de metodologia, das regras da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e da produção de texto dos acadêmicos. Já a sustentação oral, é importante no processo de avaliação para analisar a postura e linguagem técnica do futuro gestor de processos gerenciais", ressalta.

A equipe de estratégia de internacionalização apresentou um trabalho diferente, que não é comum na região Oeste. O acadêmico, Christian Paez explica que a abordagem foi voltada para a área de tecnologia, por se tratar de uma empresa que tem potencial e demanda para internacionalizar, "Para nós, enquanto acadêmicos, foi um trabalho muito produtivo, porque vimos conceitos que a gente não vivencia, como Join Inventory, que é a união de duas empresas, que tem como objetivo o menor custo possível".

Na equipe de Planejamento estratégico, eles chamaram a empresa de "Omega", um nome fictício, dado por eles, para um empreendimento que já existe no mercado. Segundo o aluno Leonardo Machado da Silva Junior, o grupo escolheu esta empresa para levantar o máximo de informações. Eles observaram que existem pontos do Planejamento estratégico que são definidos, pontos que podem ser melhorados e deram como sugestão o conceito de Balanced Scorecard (BSC), que é um modelo de gestão, para auxiliar a empresa a longo prazo, "Você tem que saber no que você é bom e no que você é fraco para planejar".

No Estudo de planos estratégicos de negócio, da "Espaço Frio", o grupo pensou na elaboração de um trabalho de logística diferente, com isso, eles analisaram a empresa que trabalha com produtos que são refrigerados em baixa temperatura. Para o acadêmico Gilmar Both, foi possível comparar a teoria com a prática, "O custo deles é maior por causa do gasto com energia e o que chamou a atenção é o fato de um negócio que está faz 15 anos no mercado e é de grande porte, com R$ 10 milhões de faturamento por ano, não ter planejamento estratégico definido".

A equipe que apresentou a Elaboração de um Balanced Scorecard, optou por uma empresa do ramo alimentício. Segundo a aluna, Gabriele de Souza, a escolha de um negócio tradicional (familiar), mostrou as dificuldades para elaborar estratégias a longo prazo, "Foi um aprendizado muito grande, a gente viu a importância de repassar o conhecimento, de saber delegar funções e de deixar os colaboradores terem mais participação nas decisões". De acordo com o coordenador, Osvaldo, as empresas familiares sentem receio no que diz respeito a mudanças, "Tem que educar a corporação para quando o gestor não está lá, tem que ter planejamento, porque tem o tempo de vida de uma empresa é maior que o tempo de vida das pessoas".     

O grupo que abordou a Aliança estratégica entre a via varejo S/A e a transportadora Trans Lichmann, mostrou o sucesso de um bom planejamento, como é o caso da união da transportadora que presta serviço para as casas Bahia. De acordo com o aluno, Jean Rodrigo Machado, eles entenderam como funciona uma aliança estratégica para  a melhoria de duas empresas, "É uma ótima estratégia para reduzir custos sem demitir funcionários e ainda melhorar o setor".

O foco das apresentações foi em administração estratégica, fazendo análises de missão, visão e valores, funcionamento da empresa e o planejamento estratégico. O coordenador Osvaldo avalia a atividade como positiva para a formação dos futuros profissionais, "A disciplina melhora o senso crítico do futuro gestor, para que ele possa, por meio da teoria, encontrar soluções para os problemas que foram identificados durante o processo de análise do caso".

 

Por : Núcleo de Comunicação

05.12.2017

Voluntários da Univel levam assistência jurídica para famílias e pacientes em tratamento no Uopeccan
Curso de Administração da Univel faz encerramento do ciclo dos projetos integradores