Institucional

Univel e IBDFAM firmam convênio

Univel e IBDFAM firmam convênio

A Univel e o IBDFAM - Instituto Brasileiro de Direito de Família - com apoio da OAB Cascavel, realizaram no dia 29 de julho, no auditório da faculdade um evento em alusão à criação do Núcleo do IBDFAM em Cascavel e também para comemorar a parceria firmada entre a Univel e o Instituto. 

Para a Coordenadora do Curso de Direito da Univel, Caroline Buosi Velasco, "a Univel visa buscar sempre a excelência e inovação no ensino e esse convênio com o IBDFAM, instituição renomada nacional e internacionalmente, como umas das principais referências na área do nosso país, só vem agregar conhecimento e benefícios aos nossos alunos", ressalta Caroline.

A noite contou com a presença da Presidente do IBDFAM no Paraná, Fernanda Barbosa Pederneiras Moreno, que falou sobre a importância do Núcleo em Cascavel e a grande parceria entre as instituições, "é uma grande satisfação ampliarmos na região os debates sobre direito de família e aproximar os acadêmicos e os associados da região, o IBDFAN está aberto a todos e precisa dessa diversidade de opiniões e ideias, para que possamos discutir as questões relevantes do direito de família", explica.
Para marcar o lançamento do convênio, foram realizadas importantes palestrantes sobre Temas Atuais do Direito de Família e das Sucessões.

O prof. Eroulths Cortiano Junior, membro do IBDFAM, falou sobre do que falamos quando falamos "Família", "há todo um discurso pra dizer o que é família e o que o direito compreende nesse discurso, debatemos sobre algumas reflexões, das mudanças nesse conceito de família entre eles a homoafetividade e a pluriparentalidade|", comenta o professor.

O Estatuto da Pessoa com Deficiência e os Seus Impactos do Direito de Família, foi o tema da palestra da professora Marilia Pedroso Xavier, Vice-Diretora de Relações Acadêmicas do IBDFAM, segunda ela, o objetivo do tema foi esclarecer sobre essa novidade, que é o Estatuto da Pessoa com Deficiência, e que trouxe inúmeros impactos para o direito civil e em especial, para o direito de família e o direito das sucessões. "Em termos mais objetivos, essa legislação mexe, na teoria das incapacidades, que é um tema bastante clássico do direito civil, e com isso temos reflexos muito grandes em institutos como casamento, a união estável, e até mesmo podemos ter alguns impactos no direito penal, nos crimes como a questão do estupro de vulnerável. O advento dessa lei traz inúmeras incertezas, temos vários pontos elogiáveis, mas ela tem alguns pontos dogmáticos que precisam ser um pouco aperfeiçoados", explicou Marilia.
O evento também contou com a presença do Professor João Ricardo Brandão Aguirre, Presidente do IBDFAM/SP, com a palestra, Sucessão, prática, controvérsias e o novo CPC, para ele estamos vivendo um momento bastante sensível com o advento do novo Código do Processo Civil, "ele traz uma verdadeira alteração no sistema Processual Civil Brasileiro e essa alteração resulta em impactos no dia a dia e na prática do direito privado, especialmente no que tange a família e as sucessões" ressalta. 
O evento foi um sucesso e contou com a presença dos alunos do curso de Direito da Univel.
 

“Arraiá pra lá de bom”
Palestra com Deltan Dallagnol